DIANA TAURASI E O BASQUETE FEMININO AGRADECEM
DIANA TAURASI E O BASQUETE FEMININO AGRADECEM
Ago 26, 2020

DIANA TAURASI E O BASQUETE FEMININO AGRADECEM

Victor Santo FOTO: Julio Aguilar, Christian Petersen, Phoenix Mercury, Douglas P. DeFelice/Getty Images

Considerada uma das maiores jogadoras de basquete de todos tempos, Diana Taurasi, atual guarda do Phoenix Mercury, tem um currículo de respeito – é 3 vezes campeã da WNBA, 3 vezes campeã mundial e 4 vezes campeã olímpica. Isso faz dela uma das cinco atletas da história a conquistar 4 medalhas de ouro nesse tipo de competição. Em 2018, é eleita a primeira jogadora da liga a fazer 1.000 pontos em cestas de 3 e também a primeira a marcar 8.000 pontos na vitória de 80-74 contra o New York Liberty.



Taurasi é diferente, competitiva, eleva o ritmo de jogo e não esconde sua facilidade para pontuar em situações decisivas. Não esconde também, a admiração e gratidão por Kobe Bryant, sua maior inspiração desde criança, o ‘responsável’ pelos infinitos arremessos na tabela de basquete que tinha no jardim de casa, tudo porque sempre sonhou que um dia seria sua versão feminina. O universo foi generoso e a recíproca passou a ser verdadeira, uma vez que o ídolo já a acompanhava e reconheceu seu talento dando o apelido de “White Mamba”.



A participação de Kobe Bryant na ajuda pelo crescimento do basquete feminino fez toda diferença e se tornou mais um elo de conexão com Diana, que há muitos anos, também se esforça para garantir a igualdade de gênero no esporte.



No último dia 24 de Agosto, Taurasi homenageou Kobe no dia de seu aniversário. Além de ter tido a melhor pontuação da temporada contra o Washington Mystics, vestiu uma camisa com seu nome e número.