A PARTICIPAÇÃO DA NBA NAS ELEIÇÕES AMERICANAS
A PARTICIPAÇÃO DA NBA NAS ELEIÇÕES AMERICANAS
Oct 04, 2020

A PARTICIPAÇÃO DA NBA NAS ELEIÇÕES AMERICANAS

Leonardo Risso FOTO: Mike Ehrmann, Kevin C. Cox/Getty Images, VOX, Bob Andres/AJC, Divulgação NBA

Nos Estados Unidos, as eleições presidenciais têm votação não obrigatória, e segundo a plataforma Fair Vote, apenas 60,1% da população exerceu esse direito nas eleições de 2016, resultado acabou elegendo Donald Trump. Além de ser uma forma de concretizar uma opinião, o voto é importante ferramenta para o exercício da cidadania e para que a sociedade escolha o representante que melhor defenda seus valores e idéias.



A baixa adesão dos votos gerou algumas consequências, como a baixa representatividade em posições de destaque e a não execução de políticas públicas necessárias. Segundo pesquisa do Instituto Gallup, apenas 42% dos americanos aprovam o atual mandato do presidente, o que demonstra não só a importância de ir às urnas, mas da escolha consciente.



Em julho, logo após o assassinato brutal de George Floyd, o Atlanta Hawks teve a iniciativa de transformar a State Farm Arena em um dos maiores centros de votação dos Estados Unidos - a ideia é usar a popularidade da equipe e a experiência de votar dentro de uma arena para incentivar a população da cidade a se registrar e exercer a democracia. Em  entrevista ao podcast “Bloomberg Business of Sports”, Steve Koonin, CEO da franquia, reforçou o impacto da iniciativa:


“Vamos providenciar tudo, vamos pagar nossos funcionários, ofereceremos estacionamento gratuíto, temos o MARTA (Metropolitan Atlanta Rapid Transit Authority), sistema de transporte muito próximo a nossa porta. Oferecemos a eles uma solução importante, porque somos apaixonados pelo jogo. Esportes têm a capacidade de resolver problemas e criar oportunidades de uma forma única...”



Os jogadores, as franquias e a Liga como um todo entendem o poder de influência que tem e, não por acaso, apoiam diversas causas sociais com destaque ao movimento 'Black Lives Matter', destacado nas quadras oficiais da NBA, nas 'jerseys', nas camisetas de aquecimento e o mais importante, carregado na fala e ações da maioria dos atletas. Após o boicote pontual dos jogos, a associação dos jogadores (NBPA) se uniu para negociar a volta do campeonato exigindo mais justiça social e igualdade racial. Sabendo da importância do voto na luta dessas causas, foram feitas 3 exigências, entre elas:


“Em todas as cidades onde a franquia da liga possui e controla a propriedade de sua arena, os responsáveis pelas equipes continuarão a trabalhar com os funcionários eleitorais locais para converter a instalação em um local de votação para as eleições gerais de 2020 para garantir que as comunidades vulneráveis para o COVID votem com segurança. Caso o prazo tenha expirado, os responsáveis de equipe trabalharão com os funcionários eleitorais locais para encontrar outro uso relacionado às eleições para as instalações, incluindo, mas não se limitando, ao registro de eleitores e aos painéis de recebimento de cédulas..”


A segunda parte deste artigo tem cobertura internacional e já está disponível aqui.